Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 6 (2021)

AVALIAÇÃO DO QUADRO CLÍNICO-NUTRICIONAL DE PACIENTES COM PNEUMONIA INTERNADOS EM UM HOSPITAL PÚBLICO DA PARAÍBA

  • Yoshyara Da Costa Anacleto Estrela+
  • Yanne Maria da Costa Anacleto Estrela
  • Milena Nunes Alves de Sousa
  • Raquel Bezerra de Sá de Sousa Nogueira
  • Pedro Augusto Dias Timóteo
  • Thiago Pereira Alencar
Enviado
janeiro 9, 2021
Publicado
janeiro 9, 2021

Resumo

Objetivo: O objetivo desse trabalho foi avaliar o quadro nutricional de pacientes hospitalizados com pneumonia, mediante a dosagem sérica de albumina e medidas antropométricas, correlacionando a hipoalbuminemia com o tempo de internamento e complicações.

Métodos: Tratou-se de uma pesquisa documental e de campo, de caráter descritivo, com abordagem quantitativa, que teve como cenário de estudo o Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro, localizado na cidade de Patos, no sertão paraibano. A amostra foi do tipo não probabilística intencional, composta por 72 pacientes. Utilizou-se um questionário, elaborado pelos autores, com questões sócio-demográficas. Para a avaliação bioquímica foram realizados exames de dosagem sérica de albumina, tendo sido as amostras de sangue coletadas pelos pesquisadores nas primeiras 72 horas após o diagnóstico de pneumonia. E com uma fita inelástica avaliaram-se as medidas antropométricas dos pacientes.

Resultados: Os pacientes do sexo masculino, mais velhos, etilistas e com alguma patologia crônica são os que mais apresentavam desnutrição moderada. Quanto aos hábitos de vida, a maioria não apresentava histórico de alcoolismo e tabagismo. Além disso, observou-se uma correlação significativa entre os níveis séricos normais de albumina e o tempo de internamento e complicações.

Conclusão: Nesse estudo, a maioria dos pacientes internados com pneumonia encontrou-se em algum grau de desnutrição, considerando os diferentes tipos de parâmetros, antropométricos e laboratorial, no caso da dosagem de albumina sérica, sendo os idosos, do sexo masculino e viúvos, os mais afetados. Ademais, houve uma correlação significativa entre a hipoalbuminemia e o tempo de internamento, resposta ao tratamento e complicações.