Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 6 (2021)

EPIDEMIOLOGIA DA DOENÇA DE CHAGAS AGUDA: UM PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA

Enviado
outubro 7, 2020
Publicado
janeiro 7, 2021

Resumo

Introdução: A doença de Chagas se tornou um dos grandes problemas de saúde pública da atualidade, devido sua gravidade e os altos índices e prevalência nas comunidades rurais, no qual é desencadeado pela forma inadequada de moradia e condições precárias, que facilita a habitação do vetor transmissor da doença. Seu agente etiológico é o Tripanosoma Cruzi, e sua transmissão se dá por diversos fatores: vetor, transfusão sanguínea, transmissão congênita, acidentes de laboratório, transmissão oral, relações sexuais e transplante. Objetivo: Objetivou-se avaliar a epidemiologia da doença de chagas aguda através da literatura, bem como identificar a faixa etária dos indivíduos acometidos pela doença. Métodos: Trata-se de uma pesquisa realizada por meio de revisão integrativa. Para tanto foi realizado uma busca nos periódicos eletrônicos nas bases de dados da SciELO e LILACS. A amostra final foi constituída por dez artigos. Resultados:  De acordo com os resultados da pesquisa os homens são mais acometidos pela doença de chagas do que as mulheres, e deste a faixa etária está entre 40 anos ou mais, do qual 25% apresentam outras comorbidades como as hepatites virais B e C, hanseníase, ultrapassando desta forma as complicações da própria doença de chagas. A região mais afetada é a Nordeste e pessoas com baixa renda e escolaridade. Conclusão: Portanto, é de suma importância as ações de educação em saúde, visando orientar a população sobre os meios de prevenção, de políticas públicas que fortaleça as ações sociais e favoreça uma melhor qualidade de vida.