Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 6 (2021)

ASSISTÊNCIA PRIMÁRIA AOS PORTADORES DE HANSENÍASE EM MONTES CLAROS DE GOIÁS

Enviado
janeiro 31, 2021
Publicado
fevereiro 24, 2021

Resumo

Objetivo: O objetivo do presente estudo é propor uma intervenção em saúde para melhorar o acolhimento aos usuários na atenção básica, criando programas e ações educativas para a sociedade e também expor à incidência de hanseníase do município de Montes Claros de Goiás comparada a incidência encontrada em alguns municípios da Regional de Saúde Oeste I do Estado de Goiás no período de 2001 a 2015. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo com abordagens quali-quantitativas adotados como métodos a revisão bibliográfica em base de dados virtuais e levantamento de dados dos casos de hanseníase notificados no portal DATASUS. Resultados: A maior incidência de hanseníase foi no município de Montes Claros de Goiás com 0,16%, Bom Jardim de Goiás com 0,10%, Piranhas apresentou 0,14% e a menor em Iporá e Moiporá, ambas com 0,07% respectivamente. Proporcionou-se uma análise situacional diagnóstica dos casos de hanseníase em Montes Claros de Goiás, foi possível refletir sobre o processo de trabalho da equipe de saúde o qual deve ser reorganizado para reduzir a incidência de hanseníase no município.Conclusões: É importante que a equipe de saúde seja capacitada, reorganize seu fluxo de trabalho, realize cobertura de áreas descobertas, façam planejamento e programação das ações contra hanseníase de forma integrada com a vigilância epidemiológica. Espera-se que estas intervenções propostas possam contribuir para a redução de casos da doença e instrua a população sobre a prevenção e tratamento da hanseníase, e melhore qualidade do paciente.

Palavras-Chave: Incidência de hanseníase. Atenção Básica. Intervenção em saúde.